Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2013 04 - Abril Polícia Civil divulga detalhes da Operação "Habeas Corpus"
11/04/2013 - 15h18m

Polícia Civil divulga detalhes da Operação "Habeas Corpus"

Três acusados de vários homicídios praticados no conjunto Denisson Menezes

Polícia Civil divulga detalhes da Operação "Habeas Corpus"

Por Ascom PC

 

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (11), na sede da Polícia Civil de Alagoas, os delegados Carlos Reis, diretor do DPJM (Diretoria de Polícia Judiciária Metropolitana); Cícero Lima, coordenador da DH (Delegacia de Homicídios); Ronilsson Medeiros (DH) e Marcus Vinícius da FN (Força Nacional) divulgaram detalhes sobre a operação Habeas Corpus realizada durante esta manhã.

Foram presos: Jamerson Santana da Silva, 24; Cristiano Santana da Silva, 25 e Weverton Santos da Silva, 18.

Segundo Ronilsson Medeiros, que coordenou a operação, todos fazem parte de uma quadrilha chefiada por Leandro Santana da Silva, que já está no sistema prisional e eram conhecidos como “irmãos Sananta”.

Leandro Santana, 21, apontado nas investigações como chefe do grupo criminoso, foi preso no começo desta semana, por roubo a um estabelecimento comercial no Graciliano Ramos.

Já Cristiano Santana, já tinha sido preso por tráfico de drogas e usava uma tornozeleira eletrônica.

A Polícia civil divulgou ainda a foto de três procurados: Alef Feliz da Silva, Saraiva de Jesus e Jackson Fernando Freire.

De acordo com o delegado, a operação recebeu este nome em razão da violência e terror imposta pela quadrilha, que impossibilitava a comunidade de se deslocar livremente na região do Conjunto Gama Lins, Denisson Menezes e Santa Helena.

“O Disque-denúncia e diligências ajudaram a localizar os criminosos, que são apontados em oito homicídios praticados na região. Todos já possuem passagem pela polícia por roubo e tráfico e existe ainda a participação de cinco menores nos crimes praticados pelo grupo”, afirmou Ronilsson Medeiros.

As investigações apontam como vítimas do grupo: Daniel Tenório, 25, morto no Gama Lins, no dia 02/12/2012; Daniel Sabino Miranda, 20, no dia 09/12/12; Claudemir Barbosa, 40 e Anderson Bruno Barbosa, 16, no Conjunto Santa Helena; Fábio Silva Souza, 22, no dia 24/12/12 no Denisson Menezes; Moises França, na Cidade Universitária, no dia 16/01/2013; Lindomar José Silva, morto no Conjunto Denisson Menezes, no dia 24/01/2013 e Rafael Maurício, 19, morto no Gama Lins, no dia 04/02/2013.

Durante a coletiva o Diretor do DPJM, cerca de 60 homens realiza o trabalho policial em sistema de revezamento, cobrindo a região da 7ª AISP (Área Integrada de Segurança Pública), que segundo Carlos Reis, estava com sinal vermelho na medição da violência, necessitando de um trabalho integrado das forças policiais.

“Ao conseguirmos alcançar nossa meta, iremos desenvolver o mesmo trabalho na 10ª AISP, que engloba a região do Clima Bom e Chã da Jaqueira”, esclareceu.

Cícero Lima informou que a região coberta pela equipe do delegado Ronilsson Medeiros contou com o apoio da FN e mais uma vez conseguiu cumprir sua função e tirar das ruas, acusados de homicídios.

Para o delegado Marcus Vinícius, a média de prisões diárias deve aumentar com a saturação das áreas, com o trabalho integrado e alcançar o objetivo que é reduzir o número de homicídios na capital.

Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Maurício Breda, da 7ª vara criminal.

Ações do documento